quarta-feira, 26 de dezembro de 2007

VERDADES HISTÓRICAS


Dentro de uma perspectiva histórica de encarar a vida tendemos (os historiadores) a sermos metódicos ou metodológicos ao explicar o que nos acontece e acabamos nos esquecendo do imponderável, do efeito surpresa, da verdade que tanto buscamos, mas que sabemos ser passível de diversas interpretações. O que era certeza ontem hoje não é mais tão certo e amanhã poderá se tornar um grande engodo.

Aprendemos na academia sobre correntes históricas, pesadores de diversas épocas tentando nos convencer que visões positivistas, marxistas, modernas ou pós-modernas são as melhores a serem seguidas. Mas a verdade é que em se tratando de vida a academia até pode nos ensinar muito, pois ela faz parte desta, mas não é somente em sala de aula que se aprende. É principalmente nas nossas relações interpessoais, é na conversa a frente da sala de aula durante a espera do professor, é na mesa do bar tomando vinho em garrafa de plástico, é no Abraço amigo pela perda de algo que você dá ou recebe de um colega, é nos movimentos de esquerda, direita, de cima ou de baixo.

Enfim, o que construímos durante a vida não pode ser escrito dentro das regras da ABNT, com fonte doze e espaçamento de um e meios. A bibliografia da nossa vida nem sempre esta vista de forma clara no fim do projeto e nem tem autor e ordem de no e sobrenome corretas. O certo é que somos levados ao sabor do vento e por mais que queiramos ter as rédeas de nossas vidas em nossas mãos somos tão imprevisíveis quanto às verdades históricas.

Odilon Dias

Um comentário:

Aline ツ disse...

é isso aê!!
nada de ficar bitolado nos livros e infurnado em bibliotecas onde as pessoas n podem conversar. a gente aprende mesmo é nos bares, nos corredores e, principalmente, no Movimento Estudantil.
hahahahahahahha

vou embora, antes que eu fale mais besteira!!